segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

O VENCEDOR

(05/02) The Fighter









Ficha Técnica:


Gênero:Drama

Duração: 115 min

Ano de Lançamento: 2010 (EUA)

Site Oficial: http://www.thefightermovie.com

Direção: David O. Russell

Roteiro: Scott Silver, Paul Tamasy e Eric Johnson

Música: Michael Brook

Fotografia: Hoyte Van Hoytema

Figurino: Mark Bridges



Elenco:


Mark Wahlberg (Micky Ward)

Christian Bale (Dicky Eklund)

Melissa Leo (Alice Ward)

Amy Adams (Charlene Fleming)

Jack McGee (George Ward)

Melissa McMeekin (Alice Eklund)

Bianca Hunter (Cathy Eklund)

Erica McDermott (Cindy Eklund)

Jill Quigg (Donna Eklund)

Dendrie Taylor (Gail Eklund)

Kate B. O'Brien (Phyllis Eklund)

Jenna Lamia (Sherri Ward)

Mickey O'Keefe (o próprio)

Frank Renzulli (Sal Lanano)

Caitlin Dwyer (Kasie Ward)

Ross Bickell (Mike Toma)




Micky é irmão de um famoso boxeador derrotado pelo crack. Luta ele mesmo para tornar-se um profissional de sucesso nos ringues. Com uma família pirada (o irmão doidão que o treina, sete irmãs [!], a mãe-empresária e seus dois maridos e uma ex-mulher insuportável que tem a guarda de sua filha de 15 anos), acaba sempre levando a pior.
Após uma briga, os dois vão para a cadeia. Dicky, que socara dois policiais, tem que cumprir uma pena maior. Livre, o mais novo tenta uma melhor sorte com outro treinador, novo empresário e o apoio da namorada.
Na luta que precede a decisiva, em uma visita rápida ao irmão preso, recebe dele uma orientação para vencer o adversário. Quase derrotado, deixa a estratégia do treinador e nocauteia o outro, seguindo os conselhos do ex-campeão.
Para a disputa pelo cinturão dos meio-pesados, após muita confusão, consegue trazer de volta o irmão mais velho, já livre, que volta a treiná-lo. Acaba sagrando-se vencedor.
O drogado, que ficara limpo na cadeia, aparece em uma cena final, dizendo que o heroi da cidade é agora seu irmão mais novo. Apresenta novamente as perfeitas características de um junkie, que deve dar o Oscar de ator coadjuvante a Christian Bale, já premiado com o Globo de Ouro.
Durante os créditos finais, os ''brothers'' em cuja vida o roteiro se baseia, aparecem falando sobre o filme.
Com a fórmula ''ação e boa mensagem'' bem dosadas, pra mim este é o favorito ao tão disputado prêmio de melhor filme da Academia de Cinema americana.
.
.
.

Um comentário:

  1. Pois nada velho... quem quizer baixar o filme, que visite Cinematecaweb

    ResponderExcluir