sábado, 30 de março de 2013

SUPER NADA































Ficha Técnica:


Gênero: Tragicomédia

Duração: 94 min

Ano de Lançamento: 2013 (Brasil/México)


Site Oficial: http://www.supernada.com.br/


Trailer:




Direção: Rubens Rewald






















e Rossana Foglia























Roteiro: Rubens Rewald


Música: Claudio Faria, Natalia Mallo,
Mariá Portugal, Danilo Penteado,
Camilo Froideval, Raul Vizzi,
Jair de Oliveira e Ramiro Murilo


Fotografia: Hélcio 'Alemão' Nagamine

Direção de Arte: Ana Rita Bueno

Figurino: André Simonetti




Elenco Principal:


Marat Descartes (Guto)


Jair Rodrigues (Zeca)

























Clarissa Kiste (Lívia)





















Denise Weinberg (Ester)





























Ligia Macedo Campos (Julia)



















Cristiano Karnas (Dani)



Débora Serretiello (Vera)





Lucia Romano (Dora)





















Gisele Calazans (Biti) e Larissa Salgado (Gi)










































(Gisele, Marat, Cristiano e Larissa)




Atrizes não identificadas em cena com Jair Rodrigues























Iacov Hillel (Umberto)
Rogério Brito (Edu)
Renata Jesion (Diretora do Comercial)
Felipe Ehrenberg
Walmir Santanna
Ary França
Domingos Montagner
Lilian Bites
Benito Carmona
Brígida Menegatti






A história nos mostra algumas situações enfrentadas por aspirantes à carreira artística.
Guto participa de comerciais, apresenta-se em shows de humor, trabalha como mímico, clown e o que mais aparecer, em troca de algum cachê e na esperança de alcançar o sucesso.


















Mora sozinho, deixando a filha aos cuidados da mãe, que ajuda como pode emprestando dinheiro e incentivando o rapaz.



















Ele passa os dias ensaiando no modesto apartamento.
Namora Lívia, colega em um curso para atores, e aproveita algumas festas e baladas noturnas.




















Sozinho em casa ou na companhia da mãe e da filha, não perde um episódio da série Super Nada, estrelada por seu ídolo, o veterano palhaço Zeca. 

















Conclusão (spoilers): 

  
Assistido por uma produtora do programa, Guto é convidado para fazer um teste ao lado do famoso humorista.
Depois do teste, os dois se encontram em um bar e tomam algumas doses.
Mesmo trabalhando na TV, a carreira e a própria vida do outro não parece mais feliz do que a sua.
Ao final do encontro, na impossibilidade de deixá-lo por conta própria, arrasta o palhaço para casa, atirando-o no sofá da sala.
Nesta noite, Lívia está presente. Guto sai para comprar mais bebida e quando volta, surpreende a namorada aparentemente dançando para Zeca.
Numa crise de ciúme e raiva, dá alguns socos no delirante visitante e com a ajuda da moça, deixa-o inconsciente na calçada defronte. 
O casal ainda assiste Zeca ser conduzido por uma ambulância.
O ator passa a andar pelas ruas da cidade na certeza de que deu cabo da vida do comediante. 






















Tem algumas visões, pioradas pela culpa e escassez de recursos.



















































Mas, contrariando as expectativas, acaba aceito e grava a cena com Zeca, que estava bem, afinal.

''O que é uma vida de artista no mercado comum da vida humana?''

























A cena de Lívia no apartamento, dançando com Zeca ao som do “deixa que digam, que pensem que falem...’’, sucesso de Jair, remete às famosas tomadas de Julio Bressane. 
O cantor, por sua vez, surpreende na atuação.



















(O Diretor Rubens Rewald com Jair Rodrigues)





sábado, 23 de março de 2013

DEPOIS DE LÚCIA

Después de Lucía


































































































Ficha Técnica:



Gênero: Drama

Duração: 93 min

Ano de Lançamento: 2012 (Mexico e França)


Site Oficial: http://www.despuesdelucia.mx/


Trailer:





Direção e Roteiro: Michel Franco





















Fotografia: Chuy Chávez

Figurino: Evelyn Robles





Elenco Principal:



Tessa Ia Gonzales (Alejandra)
















Hernán Mendoza (Roberto, o pai)
























Gonzálo Vega Sisto (José)




























Tamara Yazbek Bernal (Camila)





























Francisco Rueda (Javier)




Paloma Cervantes (Irene)





























Juan Carlos Berruecos (Manuel)


Marco Treviño (Diretor da Escola)





























Humberto Busto (Cozinheiro)





























Monica del Carmen (Professora)



















Chuy Chávez (Agente Policial [Diretor de Fotografia do filme])




Nosha Sauma (Enfermeira)




María E. Sandoval (Mãe de José) e
Salvador Sacal (Pai de José)




























César Octavio Luna (Mecânico)























Ator não identificado























Diego Canales (Diego)
Carmen Beato (Leticia)
Josemaría Torre Hütt (Joaquín)
Nailea Norvind (Corretora Seguros)

Edgar Espinoza, Alejandro Bermejo,
Camila Ramirez e Mariana Bialek
(Alunos)





















O filme retrata o problema do bullying nas escolas.
Após um acidente de carro ter vitimado sua mãe, Lúcia, Alejandra sai do interior e vai morar com o pai na cidade do México.
Roberto é chef de cozinha e faz o possível para superar a tristeza e dar o mínimo de atenção à filha. Matricula a garota em uma escola da região, onde passa a conviver com novos colegas.
Durante um final de semana em que viaja com eles, Alejandra deixa-se filmar fazendo sexo com José, garoto que é alvo das investidas de outra garota, também presente.
Chegando em casa, descobre o vídeo publicado na Internet.



































Conclusão (spoilers):


O que vemos então é uma sucessão crescente de agressões por parte de vários integrantes do grupo de alunos. Gestos obscenos e xingamentos abrem as portas para ataques físicos e humilhações.
As meninas, revoltadas, cortam seu cabelo.






























Em determinada cena, a menina é obrigada a comer uma mistura nojenta, como se fosse seu bolo de aniversário.





















Para desespero e revolta do público presente, que grita e emite sons de inconformação na sala, Alejandra não move uma palha, não fala uma palavra em defesa própria, não esboça uma reação.
Sofre calada, inclusive ocultando tudo do pai, que mesmo deprimido, costuma perguntar por suas atividades diárias.
Talvez imagine que o esteja poupando de mais um aborrecimento e preocupação...
Quando a escola promove um passeio à praia, os crueis adolescentes mantém a menina presa no box de um banheiro, distante de qualquer divertimento e sofrendo abuso sexual.
























À noite, em volta de uma fogueira e com a conivência dos presentes, alguns meninos se divertem urinando em seu rosto.
Todos vão para o mar e Alê desaparece nas águas escuras.
Acompanhando de perto as investigações, fica claro para o pai que não verá nenhum dos jovens responsabilizado pela possível morte da filha, que na verdade pegou um ônibus e se escondeu na antiga moradia.
Num surto não menos revoltante, Roberto sequestra José e o conduz a um motel.
Na próxima sequência, atira o garoto, amarrado, no meio do oceano.



















As incômodas cenas são baseadas em relatos reais.