segunda-feira, 28 de março de 2011

SEM LIMITES

(Limitless)










Ficha Técnica:



Gênero: Suspense

Duração: 105 min

Ano de Lançamento: 2011 (EUA)

Site Oficial: http://www.iamrogue.com/limitless

Direção: Neil Burger

Roteiro: Leslie Dixon, baseado no livro The Dark Fields (2002)



de Alan Glynn


Música: Paul Leonard-Morgan


e Nico Muhly



Fotografia: Jo Willems

Figurino: Jenny Gering



Elenco:


Bradley Cooper (Eddie Morra)


Robert De Niro (Carl Van Loon)


Abbie Cornish (Lindy)


Johnny Whitworth (Vernon Gant)


Robert John Burke (Pierce)


Andrew Howard (Gennady)


Patricia Kalember (Sra. Atwood)


T.V. Carpio (Valerie)


Eddie J. Fernandez (Victor)


Ned Eisenberg (Morris)


Lee M. Cunningham (Brylee)


Darren Goldstein (Kevin Doyle)


Anna Friel (Melissa)


Tomas Arana (Man in Tan Coat)
Richard Bekins (Hank Atwood)
Patricia Kalember (Mrs Atwood)
Cindy Katz (Marla Sutton)
Brian Anthony Wilson (Detective)
Rebecca Dayan (Rebecca Dayan)
Ann Marie Green (Financial Newscaster)
Damali Mason (Female Cop)
Meg Mccrossen (Female Assistant)
Tom Bloom (Dunham)
Nina Hodoruk (Realtor)
Tom Teti (Tailor)
Stephanie Humphrey (TV News Reporter)
Joe McCarthy (Day Trader 1)
Peter Pryor (Day Trader 2)
Daniel Breaker (Campaign Manager)
Chris McMullin (Cop)
Dave Droxler (Technician)
Luisina Quarleri (Italian Hostess/Waitress)
Piper Brown (Girl Skater)
Simon MacLean (Father Skater)
Saxon Palmer (Businessman 1)
Stephen Sable (Businessman 2)
Caroline Maria Winberg (Maria Winberg)
Damaris Lewis (Beautiful Black Woman)
Martha Ann Talman (Van Loon's Assistant)
Robert Bizik (Coffee Shop Owner)
Hugh Douglas (Poker Player 1)
Howard Strong (Poker Player 2)
Arlette De Alba (Girl Passenger)
Eddie Fernandez (Gennady Thug)
Ray Siegle (Gennady Blind Thug)
Nicolas le Guern (Friend at Beach 1)
Richard Miller (Friend at Beach 2)
Violeta Silva (Friend at Beach 3)
Anna Parkinson (Friend at Beach 4)
Laurence Roscoe (Friend at Beach 5)


.
.
Eddie é um escritor fracassado, com contrato para mais um texto que não consegue produzir. Andando pelas ruas encontra um ex cunhado traficante que lhe dá uma nova droga para que experimente. Sem ter como tornar a situação ainda pior, decide experimentar. O comprimido é capaz de fazer o cérebro funcionar com 100% de potência. O que se vê então é o sonho de qualquer racional: acesso ilimitado ao subconsciente, que possibilita uma lembrança total de tudo o que se viu, ouviu e sentiu durante a vida. Capacidade de falar qualquer idioma somente ouvindo-o por alguns instantes, absoluta compreensão da matemática do universo econômico, possibilitando negócios milionários... O freak acaba escrevendo o livro em algumas horas e se há furo no roteiro é quanto ao que aconteceu com a publicação... Claro que essa maravilha traz um probleminha de dependência e as pessoas que a usam morrem com a abstinência. Vários doidões acabam se matando por mais uma dose. O uso também causa delírios e lapsos de memória. O heroi acaba se tornando senador e consegue um fabricante para o produtinho... O que o filme não explica é que embora continue tomando a droga, o rapaz segue feliz e saudável. De Niro faz um grande empresário interessado em se aproveitar da capacidade do aparente gênio. Vale pelos efeitos especiais que, entre outros, faz o espectador viajar pelas ruas de New York City, atravessando vidros de carro, vielas e estações de metrô. E pelo sonho de usar todo o potencial da mente. Divertido.
.
.
.

sábado, 19 de março de 2011

O RETRATO DE DORIAN GRAY

Dorian Gray









Ficha Técnica:


Gênero: Drama

Duração: 112 min

Ano de Lançamento: 2009 (UK)

Site Oficial: http://doriangraymovie.co.uk

Direção: Oliver Parker

Roteiro: Toby Finlay, baseado no livro

(Title page of the first edition, 1891)

de Oscar Wilde



Música: Charlie Mole

Fotografia: Roger Pratt

Figurino: Ruth Myers




Elenco:

Ben Barnes (Dorian Gray)
Colin Firth (Lorde Henry Wotton)
Ben Chaplin (Basil Hallward)
Rachel Hurd-Wood (Sibyl Vane)
Rebecca Hall (Emily Wotton)
Michael Culkin (Lorde Radley)
Caroline Goodall (Lady Radley)
Jo Woodcock (Celia Radley)
Emily Phillips (Alice Radley)
Maryam d'Abo (Gladys)
Max Irons (Lucius)
Jeff Lipman (Lorde Kelso)
Emilia Fox (Lady Victoria Wotton)
Johnny Harris (James Vane)
Aewia Huillet (Elisa)
Douglas Henshall (Alan Campbell)
Louise Rose (Angelique)
Fiona Shaw (Agatha)
Noli McCool (Jj)
Pip Torrens (Victor)
Nathan Rosen (Dorian Gray - jovem)
Lily Garrett (Emily Wotton - jovem)
George Potts (Fotógrafo)
Hugh Ross (Padre)
David Sterne (Empresário do teatro)



Dorian volta para a casa que herda com a morte do pai, em Londres. Logo passa a ser admirado pela sociedade local, por sua beleza e riqueza. Um pintor famoso traça um perfil perfeito do rapaz, numa tela a óleo. Em um momento de admiração à própria figura retratada, Dorian faz um pacto com o diabo para perpetuar sua juventude em troca de sua alma.
A partir dai, de forma surreal, a imagem passa a registrar o passar dos anos e qualquer tipo de acidente que venha a ferir Mr.Gray. Ele se entrega, sem medo, a todos os prazeres da carne: sexo, drogas e...valsas.
Promove orgias que atravessam a noite em sua mansão, e nenhum traço de cansaço ou velhice marca seu rosto. Esconde o quadro de todos, mantendo-o trancado em um sótão onde quando criança era espancado pelo pai. Guarda o segredo a ponto de matar quem dele se aproxime.
Entediado após algum tempo, decide fazer uma viagem. Quando retorna, quase 20 anos depois, ainda é o mesmo garoto. Passa então a cortejar a filha de um de seus melhores amigos da época. Na verdade aquele que lhe apresentara a bebida, o ópio e as casas de mulheres. Inconformado em ver a filha nos braços do "velho" amigo, vai até a mansão e descobre seu segredo. Em uma briga, o quadro acaba incendiado e todos os anos e abusos recaem de uma só vez sobre Dorian Gray, destruindo a aberração em que se transformara.
O texto está cheio da famosa ironia e perspicácia de Oscar Wilde. Expõe a sociedade da época no que tinha de mais superficial e hipócrita. Leves traços do homossexualismo que levava à cadeia na Inglaterra do início do século passado. Que levou o próprio autor à cadeia.
A possibilidade de viver sem limites, nem os da própria resistência física, se entregando a prazeres e tentações sem regras de moral e conduta social, são o mote da bizarra e famosa história, refilmada aqui.
Eu dispensaria os efeitos de "terror" que movimentam o retrato, querendo causar susto.
Assistido em pré-estreia.
.

.
.
.

sexta-feira, 18 de março de 2011

JOGO DE PODER

(18/03) Fair Game



Hoje que o mundo inteiro sabe que não havia armas nucleares no Iraque, nem qualquer esquema mirabolante de destruição em massa praticado por Saddam Hussein, como proferia Bush, os personagens desta trama parecem corajosos herois.
Mas imaginem enfrentar o forte nacionalismo americano, após o chocante atentado de 11/09 negando a razão que levaria o país à mais uma guerra.

Indicado por sua esposa, espiã da CIA, o jornalista Joe Wilson é enviado à África para elucidar uma suspeita de venda de Urânio feita por Níger para o Iraque. Logo descobre que a informação não procedia.
Vendo na TV o presidente americano usar justamente este pretexto, em meio a outros, para justificar a invasão, publica uma matéria no NY Times relatando sua missão no continente africano.
Desmentindo os esquema dos poderosos, compra briga com a Casa Branca. Logo sua esposa tem a identidade revelada e o casal torna-se alvo de agressões de toda sorte.
Após uma crise, gerada por tamanho problema, os dois se unem e decidem enfrentar a força política.
O filme termina com imagens da própria ex-expiã depondo no processo.
Grandes interpretações de Naomi Watts e Sean Penn.
Filme baseado em fatos reais.

segunda-feira, 14 de março de 2011

BRUNA SURFISTINHA

(13/03)








Ficha Técnica:

Gênero: Drama Biográfico

Duração: 109 min

Ano de Lançamento: 2011 (Brasil)

Site Oficial: http://www.brunasurfistinhaofilme.com.br

Direção: Marcus Baldini



Roteiro: Antonia Pelegrinno, Homero Olivetto e José Carvalho,
baseado em livro

"O Doce Veneno do Escorpião"


de Raquel Pacheco



Música (trilha): Gui Amabis, Rica Amabis, Tejo

Fotografia: Marcelo Corpanni

Figurino: Leticia Barbieri


Elenco:
Deborah Secco (Raquel Pacheco / Bruna Surfistinha)


Drica Moraes (Larissa)


Cássio Gabus Mendes (Hudson)


Fabíula Nascimento (Janine)


Cristina Lago (Gabi)


Erika Puga (Mel)


Simone Illiescu (Yasmim)


Brenda Ligia (Kelly)


Juliano Cazarré (Gustavo)


Guta Ruiz (Carol)


Clarisse Abujamra (Celeste, mãe)


Luciano Chiroli (Otto)


Sérgio Guizé (Rodrigo)


Dentinho (cliente)



Gustavo Machado (Miguel)
.
.

.
História real de Raquel, a garota adotada por uma família de classe média, que opta pela vida de prostituta para encontrar independência e liberdade.
Vai parar em um bordel onde, com outras amigas, faz programas iniciando-se na vida.
.

.
Com seu tipo atraente, destaca-se no trabalho e logo torna-se uma "puta de luxo".
Instala-se em um flat e tem a ideia de registrar suas aventuras sexuais em um blog. A garota de programa fica logo ''famosa'', assumindo o nome de Bruna Surfistinha.
O filme mostra também uma fase decadente de Bruna, que se torna usuária pesada de cocaína e atrai uma fila para fazer sexo por muito pouco dinheiro.
Depois de passar uma fase internada, recuperando-se, decide parar. Calcula um período de seis meses, oitocentos programas, para conseguir o dinheiro que julga necessário.
Escreve um livro (publicado em 15 países) e passa a viver com um de seus clientes.
Esperava menos do filme, que afinal é bem feito e Deborah está perfeita e linda no papel.
.

.
.
B(r)un(d)a autografando





.
.
.