quarta-feira, 25 de agosto de 2010

UM DOCE OLHAR - construindo

Bal (23/08)
.

Quando se vai ao cinema, nem sempre se pode saber o estilo do filme, ou a forma como a sinopse lida nos jornais vai ser tratada pelo roteiro ou pelas próprias imagens.
Diferentemente do que acontece com a leitura, quando se pode escolher ler um texto em poesia ou em prosa...
Este filme é como uma leitura de poesia. Todos os quadros dariam lindas fotografias. Em cada possível pausa, uma imagem bonita.

Um garoto de 6 anos, aprendendo a ler, tem uma relação muito próxima com o pai, que trabalha montando colmeias e as instalando no alto, bem alto, de árvores locais. A família mora em um vilarejo, em meio a um grandiosa floresta. Sente-se a floresta na verdade como um personagem forte do filme.
O pai parte para tentar a sorte com o mel em um lugar mais afastado e acaba caindo do alto de uma árvore. Após dias de espera, a família descobre o acontecido...

A câmera filma o garoto dormindo (sua respiração pode ser ouvida), pensando, andando, muitas vezes na sala de aula, sua mãe colhendo...cores e silêncio. O espectador pensa, imagina, cria...
As imagens são belas, mas quem gosta de um mínimo de ação não vai concordar com o Urso de Ouro conquistado pelo filme no Festival de Berlin de 2010. Outras visões estéticas.


Ficha Técnica:

Gênero: Drama
Duração: 103 min
Ano de Lançamento: (Alemanha/Turquia)2010
Site oficial:
Direção: Semih Kaplanoglu
Roteiro: Orçun Köksul e Semih Kaplanoglu
Música:
Fotografia: Baris Ozbicer
Figurino:

Elenco:

Erdal Besikçioglu
Tülin Özen
Alev Uçarer
Bora Altas (Yusuf)

Nenhum comentário:

Postar um comentário